12 de Agosto de 2016

"That's not an asteroid."
THE DARK NOTHING
Jordan Crane
275 Booklets, 2015
24 págs., dicromia, floppy


Induzido pelo título, estava à espera de reflexões filosóficas profundas e quando começo a ler, deparo-me com uma obra de ficção científica pura.
Após um ano e meio de animação suspensa, três astronautas de diferentes origens alcançam finalmente com o seu objectivo: são responsáveis pelos preparativos para uma expedição mineira ao espaço entre Júpiter e Marte. Ao atracar num artefacto peculiar - um planetóide que não o é -, depararem-se com dificuldades técnicas que, inevitavelmente, acabam em tragédia.
Uma história simples, bem delineada, "The Dark Nothing" é ficção científica clássica, fundamentada em alguns conceitos simples mas sólidos, que explora o confronto da espécie humana com o desconhecido.
Jordan Crane tem um estilo de desenho muito indie, solto e redondo, e é capaz de representar determinadas situações típicas deste género de uma forma engraçada, nomeadamente, as falhas de comunicação rádio que normalmente prenunciam desfechos menos bons (embora, neste caso, seja um red herring).
Este livro foi comprado o ano passado, juntamente com outros à venda na página de what things do (começa a tornar-se tradição), e parece que será desenvolvido no seu mais recente número de "Uptight", de acordo com a capa do mesmo. Mas Crane já me enganou com este, por isso, porque deveria eu supor o que quer que seja?

Sem comentários:

Enviar um comentário